A Quinta dos Ingleses nos programas eleitorais das candidaturas à CMC

Já conhece o programa eleitoral de cada uma das candidaturas à Câmara Municipal de Cascais no que diz respeito, exclusivamente, à Quinta dos Ingleses? Fizemos um resumo para si! Opte por aquela que lhe parece ser a melhor solução.

Seja ela qual for, VOTE



AMAR CASCAIS (COLIGAÇÃO CDU/PEV)

Candidato à CMC: Clemente Alves

Candidato à Junta da União de Freguesias de Carcavelos e Parede: Luís Beirão


Promover a revisão de Plano Director Municipal de Cascais, no sentido de assegurar a protecção do património histórico e repensar a política de urbanização e de utilização do solo urbano, impedindo a densificação da construção e a contínua impermeabilização dos solos.

Proibir urbanizações na Zona Terrestre de Protecção do POC-ACE (quer na Faixa de Protecção Costeira, quer na Faixa de Protecção Complementar).

Reconstituir as áreas de Reserva Ecológica Nacional e da Estrutura Ecológica Municipal assegurando um maior equilíbrio entre os espaços construídos e os espaços verdes de protecção, para salvaguarda da qualidade de vida das populações e dos valores ecológicos, agrícolas, culturais e patrimoniais.

Mobilizar todos os esforços para a reversão do projecto em curso para a Quinta dos Ingleses e reabilitar aquele espaço, como há longos anos os munícipes reivindicam, constituindo uma zona protegida de interesse municipal para o desenvolvimento de um parque verde natural, como garante da qualidade de vida as populações e como salvaguarda do património cultural, histórico e ambiental daquele local.

Fonte: Coligação Amar Cascais (CDU/PEV)

BLOCO DE ESQUERDA

Candidato à CMC: Luís Salgado

Candidato à Junta da União de Freguesias de Carcavelos e Parede: Luís Mós


O BE antecipa a necessidade de eventual processo de expropriação. É nossa vontade que ali se mantenha área verde natural com a criação de um polo museológico no edifício dos Engenheiros relativo ao cabo submarino e à sua história neste local.

Procuraremos encontrar a melhor solução, com o objetivo de preservação do local, sem construção.

O Bloco de Esquerda não fará coligações com a direita. No entanto, com os partidos de esquerda, onde se inclui o PS e o PCP, o Bloco de Esquerda defenderá, intransigentemente, as suas propostas para aquele local.

Fonte: Bloco de Esquerda Cascais


CHEGA CASCAIS

Candidato à CMC: João Rodrigues dos Santos

Candidato à Junta da União de Freguesias de Carcavelos e Parede: Mónica Pedrosa


Agiremos de acordo com os superiores interesses da população, consultando para o efeito as associações representativas e que já se encontram no terreno.

Pretendemos ganhar a presidência da CMC. Poderemos aceitar ser apoiados pelos partidos da esquerda moderada, a saber: PSD e IL. Os pontos 1 e 2 são para cumprir.



[Os pontos 1 e 2, de acordo com as perguntas apresentadas pelo coletivo de movimentos cívicos de Cascais, são:

ponto 1: O partido que representa está disposto a revogar de imediato o PPERUCS, impedindo o licenciamento e a destruição da Quinta dos Ingleses e da área em frente ao Bairro da Torre, em Carcavelos, e compromete-se a criar um parque verde natural público que preserve integralmente a Quinta dos Ingleses e o seu património histórico?

Ponto 2: O seu partido aceita negociar com os proprietários Alves Ribeiro e St. Julian's School e/ou outros compensações que permitam atingir os fins supra referidos?].

Fonte: Chega Cascais




INICIATIVA LIBERAL

Candidato à CMC: Miguel Barros

Candidato à Junta da União de Freguesias de Carcavelos e Parede: Tiago Albuquerque


A Iniciativa Liberal votou na Assembleia da República no dia 18 de junho de 2021 a favor do texto final dos projetos de resolução 950/XIV/2ª e 1245/XIV/2ª que recomenda ao Governo que promova a salvaguarda e valorização ambiental e patrimonial da Quinta dos Ingleses, garantido a maximização do espaço de preservação da natureza e dos elementos patrimoniais relevantes, e que assegure, em articulação com o Município de Cascais, a harmonização do desenvolvimento urbanístico com o restante ecossistema urbano, designadamente a nível da sustentabilidade ambiental.

O texto final aprovado contou com os votos a favor da Iniciativa Liberal e de todos os partidos e deputados não inscritos presentes na Assembleia da República com a exceção do PSD, CDS-PP e Chega que se abstiveram.

A IL Cascais pretende majorar, dentro do possível, o espaço verde no projeto urbanístico da Quinta dos Ingleses, em diálogo com os promotores privados e com a população.

É importante trabalhar numa solução para se poder aumentar a área do “parque natural urbano” para além dos 10 hectares atualmente previstos, majorando as áreas verdes sobretudo nas zonas mais relevantes da zona nascente e a faixa junto à costa.

É preciso sobretudo dialogar entre as partes interessadas, e esse diálogo deve ser liderado pela Câmara Municipal de Cascais. Possíveis permutas de terrenos ou utilização de receitas futuras de IMT, IMI e taxas de urbanismo da Quinta dos Ingleses, são dois exemplos (outros haverá) que permitem procurar soluções de compromisso entre as diferentes posições.

Não podemos desistir de encontrar uma solução que permita que a Câmara Municipal de Cascais cumpra as suas obrigações para com os proprietários, mas que ao mesmo tempo permita gerar emprego e permita defender a orla costeira.

Mas sobretudo não podemos de desistir de encontrar uma solução que permita que a população de Carcavelos e Parede garanta o futuro do espaço único desta freguesia e do concelho que é a Quinta dos Ingleses.

Fonte: Iniciativa Liberal Cascais

SALVAR CASCAIS

Candidato à CMC: João Sande e Castro


Defendemos a anulação do alvará e a compra da quinta por parte do município. Para o efeito apresentaremos um projeto de interesse turístico, mas onde todo o espaço fique acessível à população, que permita o seu financiamento por fontes não exclusivamente municipais. Toda a zona de pinhal deve ser preservada, mas aceitamos que até um máximo de 10% da área, na zona norte, possa ser construída, designadamente um hotel ou outro equipamento estratégico para o concelho.

Não seria sério, nesta fase, negociar com os proprietários [Alves Ribeiro e St. Julian's School e/ou outros ] tendo em conta o baixo volume de construção que estamos dispostos a aceitar. O município e o Estado deverão encontrar meios financeiros para comprar a quinta.

A contenção urbanística é a primeira prioridade da candidatura que lidero. Dela não abdicamos seja por que preço for.

Fonte: Salvar Cascais



TODOS POR CASCAIS (COLIGAÇÃO PS/PAN/LIVRE)

Candidato à CMC: Alexandre Faria

Candidato à Junta da União de Freguesias de Carcavelos e Parede: Ricardo Pires


A necessidade de salvar a Quinta dos Ingleses foi uma das principais razões que levaram o PS, o PAN e o LIVRE a constituírem a coligação Todos por Cascais para as eleições autárquicas deste ano. No nosso programa assumimos o compromisso de não avançar com o projeto de loteamento da Quinta dos Ingleses, de tratar a preservação deste espaço verde como prioridade da governação do próximo executivo e de assegurar que a decisão da Assembleia da República é efetivamente cumprida – ou seja, assegurando a qualificação deste espaço verde como paisagem protegida, renaturalizando-o e criando aqui um parque verde para a fruição das populações. O primeiro passo para o conseguir é a suspensão imediata e a revisão do PPERUCS, que impedirá o avanço do licenciamento, e trabalhar junto do ICNF para assegurar a sua qualificação enquanto paisagem protegida, no âmbito da resolução da AR proposta pelo PAN e pelo PS. Posteriormente num segundo momento, tendo em vista o objetivo de criação de um parque verde asseguraremos, em articulação com os movimentos da sociedade civil que lutam pela preservação da Quinta, a preservação deste espaço verde e a sua renaturalização com recurso a um duplo-financiamento: 1º) financiamento europeu via PRR (Secretaria de Estado do Ambiente); 2º) financiamento por via do orçamento municipal através do Plano de Recuperação Sustentável que vamos levar a cabo, criando o melhor parque verde do concelho de Cascais.

Sem negociação com os proprietários não é possível atingir os fins supra referidos, sem que isso acarrete custos desmesurados para o erário público municipal. Em todo o caso, há aqui três dimensões que importa ter em conta. Em primeiro lugar, iremos iniciar um processo de negociação e articulação com a Alves Ribeiro. Em segundo lugar, iremos bater-nos pela qualificação da Quinta dos Ingleses como paisagem protegida, algo que poderá garantir o financiamento pelo menos de parte da compensação por via do Orçamento do Estado. Em terceiro lugar, iremos apelar junto do Governo e da Assembleia da República para que se abra a nível nacional uma reflexão sobre a alteração da legislação aplicável às mais-valias urbanísticas que, apesar de ter sido alterada em 2014, continua a permitir valorizações excessivas.

Nenhum dos partidos e nenhum dos candidatos da coligação admite fazer qualquer coligação pós-eleitoral – seja aceitação de pelouros, seja aprovação de orçamentos – se a preservação da Quinta dos Ingleses não for assegurada e não houver uma rutura total com a lógica de promoção do betão e da destruição da natureza e da biodiversidade que tem marcado os mandatos de Carlos Carreiras.

Fonte: Coligação Todos por Cascais (PS/PAN/Livre)




VIVA CASCAIS (COLIGAÇÃO PSD/CDS)

Candidato à CMC: Carlos Carreiras

Candidato à Junta da União de Freguesias de Carcavelos e Parede: Nuno Alves


A coligação não forneceu qualquer informação específica sobre a Quinta dos Ingleses.