Quinta dos Ingleses: cidadãos manifestaram o seu descontentamento em Assembleia de Freguesia

Na Assembleia de Freguesia da União das Freguesias de Carcavelos e Parede que ocorreu no passado dia 30 de abril de 2019, foi colocada na ordem de trabalhos, supostamente a discussão, a questão da Quinta dos Ingleses, assim como a da “Legrand” no segundo ponto destinado ao Ordenamento do Território.


Discutida, significa apenas que a população foi convidada a pronunciar-se sobre estes pontos, e dos nove cidadãos inscritos para falar nos 45 minutos destinados à sua intervenção, cinco falaram sobre a Quinta dos Ingleses. Desses, 3 cidadãos falaram em nome próprio, dois em nome de movimentos locais: Fórum por Carcavelos e SOS Quinta dos Ingleses.

Todos se manifestaram contra o mega-empreendimento que ali se quer construir, numa assembleia mais participada do que o normal, onde muitos não tiveram lugar para se sentar, e onde os fregueses estavam manifestamente insatisfeitos com a passividade dos eleitos em relação ao assunto “Quinta dos Ingleses.”


Apresentaram-se os argumentos contra, nomeadamente:


As suspeitas de ilegalidade em algumas fases do processo,O impacto ambiental e na qualidade de vida de Carcavelos e Cascais, As alterações climáticas e perigo de avanço do mar, Aumento da poluição, Crescente escassez de espaços verdes em todo o concelho, Descaracterização de uma freguesia que já teve vocação rural e que hoje é apenas um dormitório...O executivo foi desafiado a exercer pressão junto da Câmara de Cascais para que definitivamente nesta freguesia e concelho se defenda o tão atual direito dos cidadãos que os elegeram ao Ambiente e Qualidade de Vida consagrado no nº 66 da Constituição da República Portuguesa...


A tudo isto o Presidente da Junta, o Social Democrata Nuno Filipe Ferreira Alves respondeu com os argumentos do costume, os da política do facto consumado. Quando o que se pretende é que estes políticos de uma vez “coloquem as pessoas em primeiro lugar”, como diz o lema de Cascais. Não para encher “todo o pedaço de terra do concelho de pessoas”, como disse o cidadão José Martins, mas sim para dar qualidade de vida aos milhares de pessoas que já cá vivem.


Passamos a reproduzir a resposta do Presidente da Junta aos fregueses descontentes, para que os seguidores desta página possam tirar as suas conclusões.


“Estamos atualmente na fase final do loteamento, falta ser aprovado o projecto de execução das obras de urbanização... já foi aprovada a avaliação de impacto ambiental na fase de projecto na CCDR, que tem de ser aprovado ainda o RECAP (o Relatório de Complexidade Ambiental com o Projecto de Execução), e que o alvará de loteamento só será emitido quando estas licenças e estes projectos forem aprovados.

Não esquecer que a Quinta dos Ingleses é um espaço privado! Apesar de ter sido utilizado por todos nos últimos 50 anos, e ainda hoje poder ser utilizado, o espaço tem um dono e o dono não é o Estado, nem é a Câmara, nem é a Junta. Ao longo destes anos todos, importa também referir que aqueles campos que estão ali, do Grupo Sportivo de Carcavelos, estão num terreno do promotor imobiliário, e vão ser construidos novos campos com um conjunto de equipamentos especiais anexos ao loteamento que vai ser construido. O processo foi amplamente discutido e foi votado. Portanto, sobre isto, sobre a Quinta dos Ingleses, nada mais tenho a dizer.”




SOS Quinta dos Ingleses

Movimento cívico agregador de todos aqueles (individuais ou colectivos) que são contra a megalómana construção na zona conhecida como Quinta dos Ingleses.

Descubra o nosso site:
Siga-nos:
  • Facebook
  • Instagram
  • Black YouTube Icon

SOS Quinta dos Ingleses|  Terms of Use  |   Privacy Policy